Trabalho híbrido e tecnologia: nada voltará a ser como antes - Merchan Plásticos
Blog

Trabalho híbrido e tecnologia: nada voltará a ser como antes

Trabalho híbrido e tecnologia: nada voltará a ser como antes

A pandemia da Covid-19 obrigou a muitas mudanças sociais e no mundo do trabalho. Algumas dessas vieram para ficar, como por exemplo o trabalho híbrido. Esse modelo já existia em algumas empresas, mas foi adotado por diferentes empreendimentos desde que o coronavírus se estendeu pelo mundo. 

Utilizado como uma alternativa para evitar a contaminação entre funcionários, o trabalho híbrido demonstrou que é possível manter o funcionamento da empresa sem precisar que os funcionários lá estejam diariamente. No sistema híbrido, o funcionário passa alguns dias da semana em home office e outros no escritório. 

Devido às facilidades tecnológicas, o home office e o trabalho híbrido vieram para ficar. Além de flexibilizar a maneira de trabalhar, esses modelos também ajudaram a otimizar os gastos da corporação. 

Saiba mais sobre o trabalho híbrido

Já explicamos logo no início que o trabalho híbrido é aquele rm que o profissional cumpre uma parte da jornada na empresa e outro remotamente, ou seja, trabalha de casa.

Utilizado de maneira estratégica, o modelo ajuda a organização a ter ganhos significativos, com funcionários mais motivados e empenhados nos resultados e cumprimento de metas. 

Segundo pesquisa da Consultoria Gartner, mais de 82% das empresas brasileiras afirmam continuar com funcionários em home office pelo menos por alguns dias da semana. Além disso, 86% dos colaboradores pesquisados querem continuar com o modelo. 

“Essa é uma tendência mundial e que veio para ficar. A finalidade é satisfazer os empregados enquanto criam-se operações comerciais mais resilientes e promissoras”, explicou a vice-presidente da Gartner, Elisabeth Joyce. 

Apesar de ser promissor, Joyce esclarece que a empresa interessada em adotar de vez o modelo, precisa avaliar bem os prós e contra. Os gestores devem decidir se colocaram apenas um setor ou todos eles no sistema híbrido ou se algum será apenas home office. A decisão vai depender da característica do negócio. 

Como ficam os direitos dos trabalhadores no modelo híbrido?

Imagem de mão masculina clicando no símbolo da justiça (uma balança)

A CLT não contempla o trabalho híbrido, mas isso não quer dizer que os profissionais estão entregues à própria sorte. Em 2017, a legislação da Reforma Trabalhista passou a regular o teletrabalho. 

Para adotar uma jornada de trabalho híbrida, o funcionário precisa estar de acordo. Com isso, a empresa deve criar aditivo de contrato home office, a fim de resguardar a relação entre empregador e funcionários. Nele, devem ser definidas regras e parâmetros, como por exemplo, alternativas de controle de jornada a serem utilizadas no trabalho híbrido.

Vantagens para os profissionais

Com o modelo híbrido todos saem ganhando. Atuar de maneira online e offline pode ser um grande desafio, mas que trazem muitos benefícios tanto para empresas quanto para os profissionais. 

Dentre eles podemos citar alguns

  • Reduz as chances de contaminação pelo coronavírus.
  • Diminuição dos atrasos devido ao tempo que se gasta no trânsito.
  • Maior autonomia dos funcionários para cumprir suas tarefas.
  • Profissionais mais motivados e confiantes para exercer as suas funções.
  • Otimização de atividades: com planejamento, os profissionais vão cumprir prazos e metas de maneira eficiente. Isso torna o processo mais dinâmico e com maior produtividade. 
  • Redução de custos: empresas e funcionários acabam reduzindo os custos que têm ao estarem todos os dias no escritório. 
  • Qualidade de vida para os profissionais

Implementar trabalho híbrido requer bom planejamento

Para ser vantajoso para todos, a implementação do trabalho híbrido deve levar em conta alguns aspectos relacionados à gestão das pessoas e à organização do trabalho do modelo. 

É importante preocupar-se com a capacitação constante dos colaboradores, mapear os indicadores de produtividade e formar lideranças capazes de gerir equipes no formato híbrido. 

A tendência no mundo corporativo veio para ficar mesmo após a pandemia. O que torna isso possível são os avanços tecnológicos atuais, como aplicativos de gestão, sistemas operacionais e ferramentas de vídeos que possibilitam a execução de tarefas de maneira remota. 

Há alguns anos isso não seria possível, mesmo com todo esforço empresarial e dos profissionais. 

Flexibilizar para não colocar em risco a saúde nem a economia

Se não fosse a tecnologia, seria difícil flexibilizar o trabalho. Isso impactaria diretamente no desempenho da empresa, na saúde dos trabalhadores e poderia aumentar ainda mais o desemprego no país. 

É indispensável que as empresas disponibilizem para as equipes a tecnologia ideal para trabalhar com eficiência e qualidade em diferentes lugares. É imprescindível adotar aplicativos para troca de mensagens, plataformas de videoconferências e ferramentas para documentar processos.

Entretanto, a flexibilização não deve ser apenas em relação ao local de trabalho. Os colaboradores devem sentir-se seguros tanto na questão de horários quanto de resultados.  A dinâmica muda em relação a tudo, colaborando para que os gestores desenvolvam uma relação cada vez mais humanizada com suas equipes. Isso quer dizer que as empresas devem estar mais dispostas a ouvir o que os profissionais têm a dizer. Além disso, os Recursos Humanos podem promover projetos que trabalhem as habilidades interpessoais dos funcionários em prol do bem-estar corporativo.

Outra mudança da relação de trabalho é o fortalecimento emocional dos profissionais dentro e fora do ambiente empresarial. Esse serviço pode ser desenvolvido de diversas formas. Uma delas é a criação de conteúdos exclusivos por especialistas em desenvolvimento comportamental, como psicólogos, nutricionistas, coaches, educadores físicos e outros.

É importante desenvolver esse tipo de programa na empresa com a finalidade de identificar problemas emocionais por conta de ansiedade e por insegurança com o modelo de trabalho adotado.  

Os investimentos são essenciais para a qualidade do trabalho híbrido e para que os colaboradores possam desenvolver as suas atividades de maneira satisfatória. 

Com um planejamento eficiente, vale a pena optar por esse modelo de trabalho. 

Comentários