Recolocação no mercado de trabalho em 2021 - Merchan Plásticos
Blog

Recolocação no mercado de trabalho em 2021

Recolocação no mercado de trabalho em 2021

A pandemia de covid-19 trouxe impactos alarmantes para a economia do país. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cerca de 14 milhões de pessoas estão desempregadas. Os mais afetados são os adultos com idade entre 25 e 39 anos.

A situação atual do mercado de trabalho

Enquanto muitos brasileiros precisaram se adaptar ao trabalho remoto, desde o início da pandemia, outros sofreram com o desemprego. Uma pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), divulgou que os setores de alojamento, construção, comércio, alimentação e serviços domésticos foram os mais afetados desde o início da covid-19 no país. 

Quase todos os países do mundo fecharam 2020 com redução econômica e altas taxas de desemprego, mas existe alguma expectativa de que essa situação venha a melhorar. Em dezembro do ano passado, o Ipea apresentou um estudo que confirmou uma recuperação de empregos em diversos setores. Com o avanço da vacinação em todo o país, as circunstâncias devem ficar ainda melhores. 

A recolocação profissional pode não ser uma tarefa simples, exige dedicação e muito preparo para se destacar em meio às concorrências, entrevistas, testes, etc. Contudo, é possível se recolocar profissionalmente, mesmo com menores oportunidades de vagas disponíveis. É necessário manter a confiança e seguir alguns passos, confira: 

Mantenha o currículo atualizado

É importante entender que um currículo é o primeiro contato que a empresa tem com quem está buscando um emprego, é uma apresentação de toda a trajetória profissional, qualidades, objetivos, etc. É fundamental disponibilizar as informações corretas para o recrutador, e dessa maneira, garantir uma nova etapa em um processo seletivo. Um bom currículo apresenta as seguintes informações, como: 

  • Dados pessoais: nome, idade, endereço;
  • Contato: telefone, e-mail e redes sociais;  
  • Objetivos: qual posição específica ou uma recolocação no mercado de trabalho deseja atingir;
  • Formação acadêmica;
  • Cursos de especialização; 
  • Experiência profissional: Função exercida, nome da empresa e o tempo em que trabalhou no local. 

As informações apresentadas devem ser claras e textos grandes não são recomendados. É fundamental nunca mentir no que é colocado, com a intenção de deixar o documento mais “valioso”. Pode acontecer desses conhecimentos serem cobrados futuramente. 

Procure cursos online

A melhor maneira de dar um “upgrade” no currículo é fazendo cursos de especialização. Muitas instituições oferecem cursos gratuitos com certificados.

Também é possível se atualizar profissionalmente buscando por palestras, vídeo aulas, debates, workshops, etc. Dessa forma, o profissional se mantém constantemente atualizado nas tendências de negócios.  

Esteja preparado para entrevistas online 

Desde o início da pandemia as entrevistas online tornaram-se comuns, por isso, é importante se preparar para a entrevista com antecedência. Confira a qualidade da internet, certifique-se de instalar a plataforma onde acontecerá a entrevista, converse com o recrutador em lugar silencioso, organizado e esteja bem vestido.

Ainda que esteja em casa, é sempre crucial mostrar profissionalismo. Uma boa dica é utilizar fones de ouvido com microfone para conversar, o áudio fica com maior qualidade e as distrações são menores. 

Treine suas respostas, muitas empresas buscam saber as qualidades, defeitos, objetivos, motivo do desligamento do trabalho anterior, etc. Pesquise sobre a empresa, mostre que estudou e que está interessado em fazer parte da equipe. 

Ative notificações de alertas de empregos 

Diversas plataformas e até mesmo redes sociais disponibilizam um alerta de vagas de acordo com o que é procurado. Em alguns casos, é possível se candidatar de maneira rápida e simples. É uma forma eficiente de se manter por dentro das oportunidades e não perder a chance que pode garantir a tão desejada recolocação profissional. 

Faça networking 

Manter um bom relacionamento com ex-colegas de trabalho ou da faculdade pode garantir novas oportunidades de emprego.

É importante se fazer presente e interagir com seus conhecidos sempre que possível, mas de maneira natural. Assim, quando uma vaga surgir, a indicação poderá acontecer. É automático dar preferência para conhecidos e para pessoas que transmitem confiança. Ainda que uma indicação não garanta a contratação, isso já garante muitos pontos à frente da concorrência. 

Utilize redes sociais 

As redes sociais são excelentes para divulgar experiências profissionais e construir uma network de sucesso. Em um momento de pandemia, em que o contato é virtual, as redes tornam-se grandes aliadas.

Para contatos profissionais, o LinkedIn é a plataforma mais indicada, porém o Facebook e Instagram também são opções interessantes. Além disso, muitas empresas buscam as redes sociais dos candidatos para avaliar se o perfil, hobbies e gostos condizem com a postura esperada. Apesar de muitas pessoas não gostarem desse posicionamento, é comum em entrevistas de emprego perguntas sobre a vida pessoal. 

Comentários