O que são soft skills e porquê são tão importantes - Merchan Plásticos
Blog

O que são soft skills e porquê são tão importantes

O que são soft skills e porquê são tão importantes

Um currículo robusto e bem lapidado é essencial para quase todo profissional se inserir e permanecer ativo no mercado de trabalho. Porém, algumas competências não podem ser resumidas a descrições em folhas de papel ou arquivos em PDF. Por isso, as características comportamentais, ou soft skills, precisam ser desenvolvidas paralelamente às outras capacidades.

Entre os diversos pontos que podem ser fortalecidos nesse sentido, estão:

  • Empatia;
  • Inteligência emocional;
  • Motivação;
  • Organização.

Para entender melhor essas habilidades, é necessário visualizar, primeiro, um contexto mais amplo.

A compreensão estrangeira

As nomenclaturas dessas duas categorias podem gerar estranhamento, uma vez que “hard skills” pode ser traduzido como “habilidades difíceis” enquanto “soft skills” como “habilidades macias”. Apesar disso, é preciso analisar as frases de forma menos literal.

A primeira definição carrega um sentido parecido com “competências pesadas” e a segunda “competências leves”. Apesar disso, esses adjetivos não representam características mais ou menos valiosas para a corporação, e sim em que momentos elas são mais necessárias.

Hard skills

Talvez esse aspecto seja o mais fácil de ser idealizado, uma vez que faz parte conceitos técnicos que podem ser aprimorados com algumas atividades específicas. Por exemplo, o estudo de línguas, o conhecimento do Pacote Office ou Adobe. Todos esses tópicos podem ser refinados com exercícios práticos e teóricos.  

Inclusive, conforme apurou o Cuponomia, portal que oferece cupons de desconto e cashback, a pandemia gerou um aumento de 224% na venda de cursos online pelo site. Esse recorte destaca a visão que algumas pessoas podem ter em relação às hard skills que, mesmo sendo extremamente importantes, não podem ser definidas como únicas qualificações indispensáveis para o mercado de trabalho.

Soft skills

A interpretação desse conjunto de atributos é mais abstrata e, consequentemente, menos compreendida por empregados e empregadores. Por isso, vale ressaltar a relevância dessas competências. Sem elas, o maior dos líderes pode cometer erros que o pior cometeria.

Dessa forma, é imprescindível que todas as camadas de uma empresa saibam como agir em situações de pressão ou adversidade. A organização e a clareza são apenas alguns dos atributos que devem estar em constante evolução, visto que são essenciais para superar todo tipo de obstáculo, sejam eles cotidianos ou não.

Mas, afinal, como é possível identificar isso em si?

Conhecendo suas fraquezas

Por mais óbvia que essa frase pareça, é importante destacar que um problema só pode ser solucionado caso ele exista. Por isso, é fundamental reconhecer as suas soft skills que precisam melhorar. Dessa forma, algumas medidas podem tomadas para que esses pontos fiquem mais visíveis.

Ações simples que vão desde conversas com colegas e amigos até exercícios físicos podem colaborar. Claro que, apesar das alternativas, não existe uma lei universal. A prática de atividades, por exemplo, pode servir como fortalecimento psicológico e refletir no ambiente de trabalho. Porém, para outras pessoas, videogames, filmes, música ou qualquer outro tipo de lazer deve ajudar.

Apesar disso, caso haja necessidade de um diagnóstico mais direto, alguns testes podem ser feitos online e sem nenhum custo. Clicando aqui você será direcionado para o site Positive Intelligence, que foi baseado no livro de mesmo nome de Shirzad Chamine.

Nele, clicando em “Saboteurs”, é possível participar de uma experiência chamada “Avaliação dos Sabotadores”. Após classificar algumas afirmações entre “Discordo fortemente”, “Neutro” e “Concordo fortemente”, a página gera um extenso relatório com diversas considerações sobre sua personalidade.

Soft skills e gestão

Ao trazer essas características da vida pessoal para o ambiente corporativo, é preciso trabalhar uma “conversão de fatores”. Essa ação é necessária para que o esforço investido não se perca em pontos desnecessários para a esfera profissional. A inteligência emocional, por exemplo, norteia decisões que podem ser tomadas de forma precipitada, mesmo quando parecem evidentes.

Aliada a isso, a organização também é um aspecto indispensável para que se possa conduzir dificuldades sem contratempos. Enfim, qualquer habilidade que agregue produtividade é válida, mesmo que, para desenvolve-la, seja preciso realizar atividades fora do campo empresarial.

Alguns destaques vão para:

  • Colaboração;
  • Flexibilidade;
  • Liderança;
  • Resiliência.

Reflexos financeiros

Além de aumentar a produtividade da equipe, o desenvolvimento das soft skills pode gerar resultados financeiros a médio e longo prazo. Comportamentos de funcionários direcionados aos mesmos objetivos aspirados pela empresa tendem a ampliar a eficiência do local.

Além disso, quanto maior for a identificação entre a companhia e seus empregados, maior vai ser o tempo que eles se relacionam. Por isso, o setor de Recursos Humanos deve fiscalizar e, na medida do possível, cobrar essas liberdades para garantir que evolução, nesse sentido, seja contínua.

Habilidades gerais

Talvez o principal problema das soft skills seja a subjetividade das qualidades exigidas em cada negócio. Não há como saber qual habilidade específica tem mais relevância para cada empreendimento, mas, de maneira geral, algumas funções carregam algumas necessidades próprias.

Como foi citado anteriormente, gestores tendem a precisar mais de aspectos ligados à liderança e flexibilidade, mas não somente. No caso de equipes mais numerosas, a colaboração é tão fundamental quanto outros pontos. Apesar disso, por mais seja impossível alcançar a perfeição, um bom coordenador deve ser composto pelo maior número possível dessas características.

Enquanto aos cargos de menor escalão, outras competências devem se fazer mais presentes, tais como a resiliência, a organização e a empatia. Tudo para manter a cordialidade, estabilidade e eficiência de cada camada da instituição. Também é importante destacar que, independentemente do nível, o traço que mais deve se sobressair é o respeito.

A importância da comunicação efetiva

Essa característica é uma das mais desvalorizadas no dia-a-dia das corporações, provavelmente por parecer ser tão simples quanto “conversar” ou “ordenar”. Mas, na verdade, ela é mais complexa do que parece.

Um comando claro pode ser baseado nas perguntas que todo conteúdo jornalístico precisa responder:

  • O que?
  • Quem?
  • Quando?
  • Onde?
  • Como?
  • Por que?

Um e-mail mal escrito, que carrega informações importantes sobre futuras ações de uma companhia, pode gerar um prejuízo considerável apenas por conter um ruído de comunicação. E, apesar de, naturalmente, tentarmos encontrar um responsável por esse tipo de falha, algumas vezes é uma via de mão-dupla.

Comentários